Nossos Espressos
Clique nas cores e conheça os outros sabores

Espresso Costa Rica

regiões do mundo

Um blend com sabores doces, aromas suaves, limpos e leve.

Intensidade 5

Origem Costa Rica

Variedade Arábica (Caturra ou Catuaí)

Notas Doces

Descubra a ficha técnica completa Ir para a loja

Sobre o Espresso Costa Rica

As maiores fazendas de café do país estão na região de Tarrazú, reconhecida pela qualidade dos seus cafés.
Os sabores dos cafés da Costa Rica são doces, com aromas suaves e limpos de corpo leve.

 

Tarrazú

A região de Tarrazú é reconhecida pela qualidade de seus cafés a partir da consolidação de seus atributos.

Descubra mais sobre O Tarrazú
Tarrazú
No início do século XIX o café surgiu na Costa Rica e com a independência do país, em 1821, o governo distribuiu sementes de café para incentivar a produção.

Tarrazú ganhou força suficiente e se tornou uma das regiões com uma das melhores reputações no quesito produção de café com qualidade. As maiores fazendas cafeicultoras estão localizadas nessa região devido ao período seco durante a colheita.

Os sabores dos cafés de Tarrazú são doces, com aromas suaves e limpos e de corpo leve. No entanto, recentemente, pequenos produtos estão produzindo uma série de sabores e estilos particulares que combinam estilos e características.

Altitude: 1.200 a 1.900 metros.
Colheita: novembro – março.

 

Ficha técnica

 

Variedade

Arábica (Caturra ou Catuaí)

Nativo da Etiópia, o cafeeiro do grão Arábica é delicado e requer muita atenção durante o seu cultivo.

Descubra mais
Arábica (Caturra ou Catuaí)

A planta se desenvolve melhor em climas amenos, com altitudes entre 600 e 2000 metros. Rico em óleos aromáticos, o grão de Arábica produz um café mais doce e requintado, com diferentes tipos de corpo e acidez. Sua taxa de cafeína gira em torno de 1,4%. Atualmente, o Arábica responde por três quartos da produção mundial de café. O Brasil é o maior produtor da espécie.

Mas cada pessoa tem um gosto particular e diferentes momentos do dia podem pedir características diversas em sua bebida. Na TRES você tem opções de cafés com intensidades que vão de 1 a 10, onde o mais suave é o Decaf e o mais vigoroso é o Atento.
Experimente cada um.
Intensidade dos cafés
5

A excelência de um café está relacionada aos seus grãos, regiões de origem e métodos de cultivo, e não à sua intensidade. Todo café de qualidade pode ser mais ou menos intenso.

Gráfico Sensorial

Clique sobre o gráfico para descobrir mais.

torra

Clara

Esse café tem notas

Doces

Todo café traz dentro de si uma coleção de aromas e sabores que podem ser percebidos no momento da degustação. Descubra mais

Notas sensoriais

Por mais tecnológica que seja a cafeicultura atualmente, a presença humana é sempre necessária na avaliação sensorial dos cafés. É através do olfato e do paladar que as características específicas de cada bebida são identificadas. Todo café traz dentro de si uma coleção de aromas e sabores que podem ser percebidos no momento da degustação. E muitos deles se assemelham a gostos bastante conhecidos do nosso paladar. Veja alguns exemplos de notas percebidas nos cafés da TRES:
Frutado
Torradas
Avelã
Nozes
Caramelo
Chocolate

Moagem

Média

Nessa etapa, o grau de trituração do café é calculado de acordo com o blend que se quer produzir. Descubra mais

A etapa da moagem

Para passar do grão torrado ao pó para preparo da bebida, é preciso fazer a moagem. Nessa etapa, o grau de trituração do café é calculado de acordo com o blend que se quer produzir. Quanto mais fina a moagem, mais lenta é a passagem da água pelo pó e mais amargo é o sabor. Por outro lado, se a moagem não for suficientemente fina, o café não vai oferecer a mesma complexidade de aromas e sabores.

Zona Produtora

Tarrazú

O processo de beneficiamento

Café Cereja Descascado

Esse método foi desenvolvido no Brasil. Aqui os frutos têm a polpa removida mecanicamente.

O que é beneficiamento?
Uma vez que o fruto do café amadurece e é colhido, ele passa pelo beneficiamento.
É o processo de limpeza e remoção da casca, da polpa e da película interna do grão, conhecida como pergaminho. Descubra mais

Café Cereja Descascado

Esse método foi desenvolvido no Brasil. Aqui os frutos têm a polpa removida mecanicamente. Em seguida, os grãos vão para a secagem em terreno, como no método Natural. Mas o tempo para secar é de apenas três dias, o que diminui o risco de fermentação. O resultado é uma xícara de café mais suave e com uma leve acidez.

Quero receber novidades e promoções exclusivas da TRES® por email: