Nossos Espressos
Clique nas cores e conheça os outros sabores

Espresso Cerrado Mineiro

exclusividade TRES® criada a partir dos cafés
campeões do Prêmio Região do Cerrado Mineiro.

EDIÇÃO LIMITADA

Intensidade 3

Origem Cerrado Mineiro

Variedade 100% Arábica
(Bourbon Amarelo, Catuí Amarelo e IBC12)

Notas Caramelo e nozes

Descubra a ficha técnica completaIr para a loja

Sobre o Espresso Cerrado Mineiro

Após o sucesso da primeira edição do Espresso Cerrado Mineiro, a TRES® adquiriu novamente os lotes campeões do Prêmio Região do Cerrado Mineiro, safra 2015/2016. Essa renomada região do Brasil é a única que possui o Certificado de Denominação de Origem, o que garante ao blend uma combinação única de cafés de excelentíssima qualidade produzidos com práticas sustentáveis.

 

Aroma intenso, sabor adocicado, notas de caramelo e nozes, corpo equilibrado e acidez média. Tudo promovido pelas variedades Bourbon Amarelo, Catuaí Amarelo e IBC12. Colheita exclusiva de uma Reserva Especial e uma Safra Premiada, resultando na perfeita combinação das características de um Café Natural e um Cereja Descascado com DNA do Cerrado Mineiro.

Cerrado Mineiro

A primeira região na história do Brasil a ser demarcada para o cultivo de café fica no noroeste do estado de Minas Gerais.

Descubra mais sobre O Cerrado Mineiro
Cerrado Mineiro

A primeira região na história do Brasil a ser demarcada para o cultivo de café fica no noroeste do estado de Minas Gerais. Com altitudes de 800 a 1200 metros e estações climáticas bem definidas, o Cerrado Mineiro é reconhecido pela produção de cafés de qualidade diferenciada.

São mais de 4.500 produtores espalhados por 55 municípios, que geram cerca de 5 milhões de sacas de grão arábica por ano. As plantações utilizam diferentes sistemas de irrigação, mas os grãos geralmente são secos em terreiros ao sol.

O café do Cerrado Mineiro costuma ser encorpado, de aroma intenso e caramelado, com uma acidez cítrica e um sabor residual de longa duração. Mas como a área geográfica é extensa, o Cerrado pode apresentar características variadas nos cafés de cada microrregião.

III Prêmio do Cerrado Mineiro

A premiação é promovida pela entidade Região do Cerrado Mineiro® e foi criada para celebrar a safra do café e valorizar o produtor, premiando seu trabalho através do reconhecimento da sua produção.

Saiba mais sobre a Certificação de Denominação de Origem

Além de apresentar a origem Cerrado Mineiro e incentivar a produção de cafés éticos, rastreáveis e de alta qualidade, o prêmio busca ainda desenvolver novos negócios e conectar produtores, compradores e consumidores.

A TRES® pode celebrar, junto aos produtores, o II Prêmio Região do Cerrado Mineiro, do qual foram prestigiados cafés produzidos com práticas sustentáveis, que geram reconhecimento e valor compartilhado para os produtores da Região.

Com os cafés premiados em 1º, 2º e 3º lugares das categorias Café Natural e Cereja Descascada, a TRES® lançou o blend CERRADO MINEIRO.

RESERVA ESPECIAL

São os primeiros e melhores cafés, aqueles com características singulares, oriundos de nobres “terroirs” da Região do Cerrado Mineiro. Entre as centenas de cafés que encontramos, poucos são considerados excepcionais o suficiente para se tornar uma RESERVA ESPECIAL.

Estes cafés têm somente algumas sacas disponíveis e por períodos limitados, distribuídas através de parceiros.

SAFRA PREMIADA

São os novos cafés, que imediatamente após a colheita, expressam a elegância desta nova safra. Fazem parte da SAFRA PREMIADA os cafés finalistas do Prêmio da Região do Cerrado Mineiro® em 2º e 3º lugares, que atendem aos critérios éticos, rastreáveis e de alta qualidade.

Também são disponibilizados uma quantidade limitada de sacas dos primeiros cafés colhidos.

 

Ficha técnica

 

Variedade

Arábica (Bourbon Amarelo, Catuí Amarelo e IBC12)

Os grãos do Cerrado Mineiro têm como característica o sabor adocicado e ácido, com aromas amendoados e corpo médio.

Descubra mais
Arábica (Bourbon Amarelo, Catuí Amarelo e IBC12)

O Bourbon Amarelo tem maturação precoce do fruto (que pode variar de 20 a 30 dias, dependendo do ano da safra) e cultivo em regiões de altitude mínima de 1000 metros. O Catuaí Amarelo vem de uma planta com altura média de 2 a 2,3 metros, com a maturação dos frutos entre maio e julho. Já o IBC12 é uma semente híbrida resistente à ferrugem e doenças do solo.

Mas cada pessoa tem um gosto particular e diferentes momentos do dia podem pedir características diversas em sua bebida. Na TRES você tem opções de cafés com intensidades que vão de 1 a 5, onde o mais suave é o Decaf e o mais vigoroso é o Atento.
Experimente cada um.
Intensidade dos cafés
3

A excelência de um café está relacionada aos seus grãos, regiões de origem e métodos de cultivo, e não à sua intensidade. Todo café de qualidade pode ser mais ou menos intenso.

Gráfico Sensorial

Clique sobre o gráfico para descobrir mais.

torra

83 ± 3 média

Neste café tem notas

Caramelo e nozes

Notas

Todo café traz dentro de si uma coleção de aromas e sabores que podem ser percebidos no momento da degustação. Descubra mais

Notas sensoriais

Por mais tecnológica que seja a cafeicultura atualmente, a presença humana é sempre necessária na avaliação sensorial dos cafés. É através do olfato e do paladar que as características específicas de cada bebida são identificadas. Todo café traz dentro de si uma coleção de aromas e sabores que podem ser percebidos no momento da degustação. E muitos deles se assemelham a gostos bastante conhecidos do nosso paladar. Veja alguns exemplos de notas percebidas nos cafés da TRES:
Frutado
Torradas
Avelã
Nozes
Caramelo
Chocolate

Moagem

Média

Nessa etapa, o grau de trituração do café é calculado de acordo com o blend que se quer produzir. Descubra mais

A etapa da moagem

Para passar do grão torrado ao pó para preparo da bebida, é preciso fazer a moagem. Nessa etapa, o grau de trituração do café é calculado de acordo com o blend que se quer produzir. Quanto mais fina a moagem, mais lenta é a passagem da água pelo pó e mais amargo é o sabor. Por outro lado, se a moagem não for suficientemente fina, o café não vai oferecer a mesma complexidade de aromas e sabores.

Zona Produtora

Cerrado Mineiro

Descubra mais
Cerrado Mineiro

A primeira região na história do Brasil a ser demarcada para o cultivo de café fica no noroeste do estado de Minas Gerais. Com altitudes de 800 a 1200 metros e estações climáticas bem definidas, o Cerrado Mineiro é reconhecido pela produção de cafés de qualidade diferenciada.

São mais de 4.500 produtores espalhados por 55 municípios, que geram cerca de 5 milhões de sacas de grão arábica por ano. As plantações utilizam diferentes sistemas de irrigação, mas os grãos geralmente são secos em terreiros ao sol.

O café do Cerrado Mineiro costuma ser encorpado, de aroma intenso e caramelado, com uma acidez cítrica e um sabor residual de longa duração. Mas como a área geográfica é extensa, o Cerrado pode apresentar características variadas nos cafés de cada microrregião.

O processo de beneficiamento

Café Cereja Descascado e Natural

Cereja Descascado é um método desenvolvido no Brasil, onde os frutos têm a polpa removida mecanicamente. O método Natural é tradicional, onde os frutos colhidos são secos ao sol em um terreiro.

O que é beneficiamento?
Uma vez que o fruto do café amadurece e é colhido, ele passa pelo beneficiamento.
É o processo de limpeza e remoção da casca, da polpa e da película interna do grão, conhecida como pergaminho. Descubra mais

Café Cereja Descascado e Natural

Cereja Descascado é um método desenvolvido no Brasil, onde os frutos têm a polpa removida mecanicamente. O resultado deste método é uma xícara de café mais suave e com uma leve acidez. O método Natural é tradicional, em que os frutos colhidos são secos ao sol em um terreiro. O método Natural costuma produzir um café mais doce, porque parte dos açúcares da polpa migram para a semente enquanto secam.

Quero receber novidades e promoções exclusivas da TRES® por email: